Área do dentista

Interdição ética no Hospital Correia Picanço

Data publicação: 07/08/2019

Responsive image

No Recife, a fiscalização do CRO-PE esteve realizando ação no Hospital Correia Picanço, no bairro da Tamarineira, em 31 de julho. O fiscal CD Paulo Cavalcanti e o Chefe da Fiscalização CD Vitor Souto Maior, após constatarem irregularidades no consultório odontológico do ambulatório da Unidade Pública Hospitalar, interditaram eticamente o local.

Segundo o relatório dos fiscais, a estrutura física do local apresentava climatização inadequada para a realização de procedimentos odontológicos, o aparelho de raio-x estava sem funcionar e as paredes necessitavam de reparos. Também foi verificada a ausência de Profissionais Auxiliares e/ou Técnicos da área de Odontologia (ASB/TSB). "Foi constatado que os Técnicos de Enfermagem é quem prestam suporte aos Cirurgiões-Dentistas. Desta forma, esses profissionais técnicos da área de Enfermagem excedem suas funções, atuando nas competências de categoria específica prevista na Lei n° 11.889, de 24 de dezembro de 2008, que regulamenta o exercício das profissões de Técnico em Saúde Bucal – TSB e de Auxiliar em Saúde Bucal – ASB", explicou o Chefe da Fiscalização, Vitor Souto Maior.

"Além disso, vale salientar que os Técnicos de Enfermagem não possibilitam o atendimento odontológico a quatro mãos, justamente por não possuírem o curso de ASB e/ou TSB, comprometendo assim a biossegurança do atendimento, especialmente por se tratar de um serviço de referência para pessoas, por vezes, imunodeprimidas."

Diante da situação, por não apresentar condições dignas, seguras e salubres ao pleno desempenho da Odontologia, o consultório foi interditado eticamente.



© 2019 cro-pe.org.br Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por