Área do dentista

CRO-PE solicita ao Conselho Estadual de Saúde apoio nas reivindicações de ações na Política de Saúde Bucal em PE

Data publicação: 12/02/2020

Responsive image

O CRO-PE participa, na manhã desta quarta-feira (12/02/2020), da Reunião mensal do Conselho Estadual de Saúde - CES/PE. O Regional vem sendo representado pelo conselheiro Igor Morais, que tomou posse no Conselho Estadual de Saúde para o biênio 2019-2021, na representação do segmento trabalhador. O Regional solicitou ao CES/PE que convocasse a Secretaria Estadual de Saúde a apresentar Plano Estadual de Saúde Bucal, além de solicitar que seja pautada a Fluoretação das Águas em Pernambuco. " Até o momento, não foi apresentado à sociedade o Plano Estadual de Saúde Bucal. Diante disto, trouxemos a pauta à discussão no CES, que encaminhou a criação de um grupo de trabalho específico para debater o assunto da fluoretação e convocar o Coordenador Estadual de Saúde Bucal para tratar sobre o Plano", explicou Morais.

RETROSPECTIVA DAS AÇÕES

O CRO-PE vem reivindicando ações na Política de Saúde Bucal em Pernambuco junto as demais entidades representativas da Odontologia (Soepe e ABO-PE) desde 2019 através de uma série de encontros, reuniões e parcerias. Em setembro/19, em atenção à demanda solicitada pelo CRO-PE, Soepe e ABO-PE, o Deputado Adalto Santos protocolou Indicação de nº 2084 à Mesa da Assembleia Legislativa do Estado de Pernambuco - Alepe, a fim de que fosse encaminhado apelo a Compesa e a Secretaria de Saúde Estadual no sentido de promoção da fluoretação das Águas em sistemas públicos de abastecimento em todo o Estado de Pernambuco.

Diante disto, em outubro, aconteceu reunião com as Entidades, na ALEPE, junto a Secretaria de Saúde e Coordenação de Saúde Bucal Estaduais e os Deputados Roberta Arraes, Joaquim Lira e Lucas Ramos. Na pauta do encontro, a solicitação das Entidades acerca da melhoria da qualidade da saúde bucal da população através da implantação de ações como a fluoretação das águas e a manutenção e implementação de práticas bem sucedidas como a da Odontologia Hospitalar desenvolvida no Hospital Mestre Vitalino em toda a Rede Estadual.

Além da fluoretação das águas, política esta que foi contemplada em Lei Federal e recepcionada na Constituição Estadual, a atualização da lei estadual que trata da venda de produtos odontológicos e a disponibilidade de coordenadores de saúde bucal no interior de todo o estado de Pernambuco foram demandas discutidas, dando destaque para as ausências da função de Coordenador de Saúde Bucal nas Gerências Estaduais de Saúde - GERES e de documento que normatize a Política Estadual de Saúde Bucal. Um documento foi entregue ao Secretário de Saúde Estadual, Dr. André Longo, que também continha um apurado de informações importantes sobre a saúde bucal desenvolvida atualmente no setor público em Pernambuco, destacando a baixa em quantitativos de serviços ofertados, como prótese dentária, por exemplo.



© 2020 cro-pe.org.br Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por