Área do dentista

Risco à saúde pública em mais uma interdição em parceria com a Vigilância Sanitária

Data publicação: 21/01/2019

Responsive image

Em ação realizada em 11 de janeiro de 2019, a equipe de fiscalização do Conselho Regional de Odontologia de Pernambuco - CROPE, atendendo denúncia de suposto exercício ilegal da profissão e em parceria com a Vigilância Sanitária de Olinda, realizou interdição ética em um Laboratório de Prótese Dentária, em Olinda, onde também funcionava um consultório odontológico sem indicação de Cirurgião-Dentista responsável.

A ação conjunta contou com a participação dos fiscais do CRO-PE, Cirurgiões-Dentistas Danielle Frej e Vitor Souto Maior, da gerente da Divisão de Controle de Serviços de Saúde da Vigilância Sanitária de Olinda, Janaiara Peixoto e outros inspetores da VISA/Olinda.

Os fiscais, ao chegarem ao Laboratório de Prótese Dentária, foram recebidos por um Técnico em Prótese Dentária, também Responsável Técnico do local e encontraram em uma sala anexa um consultório odontológico onde, segundo informações dadas pelo TPD, trabalha um Cirurgião-Dentista que não foi encontrado.

As irregularidades encontradas no Laboratório de Prótese Dentária e no Consultório Odontológico foram: presença de espéculos, instrumentais odontológicos, dentes extraídos em um copo plástico, resinas compostas fora do prazo de validade, além de outras.

Devido às precárias condições higiênico-sanitárias e de biossegurança encontradas, a VISA procedeu a interdição do estabelecimento, conforme auto de infração 4448 e termo de interdição cautelar 1588 e o CRO-PE realizou a interdição ética do estabelecimento. A ação resultará na abertura de Processo Ético em desfavor dos envolvidos.





© 2019 cro-pe.org.br Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por